domingo, outubro 14, 2012

A QUIMERA DE CRONOS

O tempo não pára... não retroage e não espera.
O dia é hoje...
O tempo é agora.
O tempo passa,

Voa... Simplesmente segue, pronto para surpreender.
Corre, quando deveria ir devagar,
Demora, caminha lentamente quando deveria correr.
Ah o tempo!!!
A hora é agora ou nunca, ou será que não?
As vezes é preciso dar tempo ao tempo.
Há tempos e feridas que apenas o tempo é capaz de curar.
Mas, será que o tempo cura tudo?
É preciso tempo para ter tempo,
e tempo para não ter, pois,
apenas com tempo, se rouba o tempo,
se mata e desperdiça tempo.
O tempo não pára... ou será que sim?
A eternidade pode ser agora e durar apenas o tempo necessário.
Um segundo pode ser muito tempo, e muito tempo pode não ser suficiente
O passado pode estar a frente,
e o futuro pode já ter passado.
Passado? Futuro? Será que existem? Ou é apenas uma quimera?
Uma brincadeira de cronos
O tempo não pára, ou será que sim?
O presente é hoje..
O tempo é agora... Ou nunca.

0 comentários: