sábado, novembro 07, 2009

SOBRE MORANGOS, CHOCOLATES E DESEJOS

Contrariando aquilo que possa parecer, os morangos não são frutas, são flores; o verdadeiro fruto é a semente amarela que fica incrustada na superfície da parte carnosa e historicamente exerce certo fascínio, verdadeira atração sobre os nossos olhos.
De certa forma eles representam prazer, despertam desejos secretos e estimulam a libido inconsciente da raça humana. Mais do que o sabor, é a sua beleza, o seu formato, a cor e o cheiro inebriante que faz dessa flor o que ela é e que lhe confere essa particularidade. Em sentido mais restrito, ele estimula a imaginação e provoca verdadeiros êxtases nos amantes.
E o que dizer do chocolate. Ele é uma verdadeira iguaria; produto do fruto do cacau, quase uma unanimidade quanto ao sabor e ao prazer que provoca. Sua variedade no mercado é tão grande que se torna impossível qualquer tentativa de enumerar os tipos existentes e assim, em forma de bombom, sorvetes, musses, etc., fazem a alegria dos amantes desse verdadeiro néctar dos deuses.
A mistura entre morangos e chocolates representa o ápice do estímulo aos sentidos sensoriais que controlam a libido. Se aqueles tocam os olhos, este atinge diretamente o paladar, e realiza um dos maiores prazeres da vida... O prazer de comer.
De certa forma todos nós somos atraídos pelo desejo, somos seres volitivos, amamos tudo aquilo que nos proporciona o deleite. Querendo ou não os prazeres são ilhas de felicidade que se renovam cada vez que se repete. Nossos sentidos são talhados para captar aquilo que seja prazeroso; os olhos captam o belo, o arrebatador, aquilo que seja admirável. Os ouvidos percebem os fenômenos acústicos, os sons que nos agradam, melodias que nos embalam, e para isso muitas vezes, um sussurro já é suficiente.
E o paladar... Quanto prazer se esconde embaixo do sabor das coisas, sensações quase orgásticas que promove a satisfação. A vida é feita de sabores e dissabores; o sabor da vitória contrasta com o gosto amargo da derrota; Os relacionamentos são em essência agridoces; conquistar alguém pode ter um início doce e um final azedo, faz parte da vida. O tato recebe e promove o prazer pelo contato, e quanto prazer pode está em apenas um toque. Toda a nossa pele é revestida de sensores altamente sensíveis e sensitíveis, capazes de apreender a brisa do vento e o seu frescor; o olfato carrega consigo a estonteante capacidade de distinguir os mais diversos odores, rejeitando aqueles que agridem e se apropriando dos aromas aprazíveis. A fragrância de um perfume, aguçando a imaginação; o cheiro de alguém, incitando desejo; o cheiro da comida, estimulando o apetite.... Comer morangos, apreciar chocolates e viver os desejos, são três lados de uma única moeda. Abrir a imaginação soltar as asas e voar com ela pode ser uma experiência simplesmente excitante. Experimente!

1 comentários:

JEYSON MESSIAS RODRIGUES disse...

Rapaz... uma boa alternativa pra sobremesa de hoje (rsrs). Que beleza de texto. Sugerir "abrir a imaginação, soltar as asas e voar com ela" me parece um dos melhores desafios propostos a pessoas que às vezes, mais parecem morrer suas vidas. Muito legal, o texto, professor. Parabéns.